O golpe de mestre de satanás!

domingo, 30 de janeiro de 2011




O inimigo mortal do homem não perde tempo.

O Protestantismo arrancou meia Cristandade da Igreja. A Revolução Francesa e a democracia aniquilaram sua influência na esfera civil. Com o Concílio Vaticano II, chega finalmente ao seu coração.

“Liberdade”, “igualdade” e “fraternidade”, ideal assumido pela Igreja sob a nova face de “liberdade religiosa”, “colegialidade” e “ecumenismo”.

A jogada, envenenar o Corpo Místico de Cristo.

O meio, que a autoridade eclesiástica hasteie e imponha os princípios da Revolução.

O fim, a autodestruição da Igreja pela via da obediência
 

O golpe de mestre de satanás


Sabemos pelo Gênesis e melhor ainda pelo próprio Nosso Senhor que Satanás é o pai da mentira. No versículo 44, capítulo 8 do Evangelho de São João, Nosso Senhor interpela os judeus dizendo-lhes:

“Vós sois filhos do demônio, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio, e não permaneceu na verdade; porque a verdade não está nele; quando ele diz a mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira...”

Satanás é homicida nas perseguições sangrentas, pai da mentira nas heresias, em todas as falsas filosofias e nas palavras equívocas que estão na base das revoluções, das guerras mundiais, das guerras civis.

Não cessa de atacar Nosso Senhor em seu Corpo Místico: a Igreja. No curso da História empregou todos os meios, dos quais um dos últimos e mais terríveis foi a apostasia oficial das sociedades civis. O laicismo dos Estados foi e será sempre um escândalo imenso para as almas dos cidadãos. E é por esse subterfúgio que conseguiu laicizar pouco a pouco e fazer perder a fé numerosos membros da Igreja, a tal ponto que esses falsos princípios de separação da Igreja e do Estado, da liberdade das religiões, do ateísmo político, da autoridade que toma sua origem dos indivíduos, terminaram por invadir os seminários, os presbitérios, os bispados e até o Concílio Vaticano II.

Para fazer isso, Satanás inventou palavras chaves que permitiram que os erros modernos e modernistas penetrassem no Concílio: a liberdade foi introduzida mediante a Liberdade religiosa, ou Liberdade das religiões; a igualdade, mediante a Colegialidade, que introduz os princípios do igualitarismo democrático na Igreja e, finalmente, a fraternidade mediante o Ecumenismo que abraça todas as heresias e erros e oferece a mão a todos os inimigos da Igreja. O golpe de mestre de Satanás será, por conseguinte, difundir os princípios revolucionários introduzidos na Igreja pela autoridade da própria Igreja, pondo esta autoridade em uma situação de incoerência e de contradição permanente; enquanto este equívoco não for dissipado, os desastres se multiplicarão na Igreja. Ao se tornar equívoca a liturgia, se torna equívoco o sacerdócio, e tendo ocorrido o mesmo com o catecismo, a Fé, que não se pode manter senão na verdade, se dissipa. A própria Hierarquia da Igreja vive em um equívoco permanente entre a autoridade pessoal, recebida pelo sacramento da Ordem e a Missão de Pedro ou do Bispo e os princípios democráticos.

É preciso reconhecer que a trapaça foi bem feita e que a mentira de Satanás foi utilizada maravilhosamente. A Igreja vai destruir a si mesma por via da obediência. A Igreja vai se converter ao mundo herege, judeu, pagão, pela obediência, mediante uma Liturgia equívoca, um catecismo ambíguo e cheio de omissões e de novas instituições baseadas sobre princípios democráticos.

As ordens, as contra-ordens, as circulares, as constituições, as cartas pastorais serão tão bem manipuladas, tão bem orquestradas, mantidas pela onipotência dos meios de comunicação social, pelo que resta dos movimentos da Ação Católica, todos marxizados, que todos os fiéis honrados e os bons sacerdotes repetirão com o coração quebrado mas consentindo: Temos que obedecer! A quem, a que? Não se sabe exatamente: à Santa Sé, ao Concílio, às Comissões, às Conferências Episcopais? Qualquer um aqui se perde como nos livros litúrgicos, nos ordos diocesanos, na emaranhada bagunça dos catecismos, das orações do tempo atual, etcétera. Temos que obedecer, com perigo de se tornar protestante, marxista, ateu, budista, indiferente, pouco importa! Temos que obedecer através das negações dos sacerdotes, da inoperância dos Bispos, salvo para condenar àqueles que querem conservar a Fé, através do matrimônio dos consagrados a Deus, da comunhão aos divorciados, da inter-comunhão com os hereges, etc. Temos que obedecer! Os seminários se esvaziam e são vendidos como os noviciados, as casas religiosas e as escolas; se saqueiam os tesouros da Igreja, os sacerdotes se secularizam e se profanam em sua vestimenta, em sua linguagem, em sua alma!... temos que obedecer. Roma, as Conferências Episcopais, o Sínodo presbiterial o querem. É o que todos os ecos das Igrejas, dos jornais, das revistas repetem: aggiornamento, abertura ao mundo. Desgraçado seja aquele que não consente. Tem direito a ser pisoteado, caluniado, privado de tudo o que lhe permitiria viver. É um herege, é um cismático, que merece unicamente a morte.

Satanás conseguiu verdadeiramente um golpe de mestre: consegue fazer com que sejam condenados aqueles que conservam a fé católica por aqueles mesmos que a deveriam defender e propagar.

Já é tempo de encontrar novamente o senso comum da fé, de reencontrar a verdadeira obediência à verdadeira Igreja, oculta sob essa falsa máscara do equívoco e da mentira. A verdadeira Igreja, a Santa Sé verdadeira, o Sucessor de Pedro, os Bispos enquanto submetidos à Tradição da Igreja, não nos pedem e não nos podem pedir que nos tornemos protestantes, marxistas ou comunistas. Pois bem, se poderia crer ao ler certos documentos, certas constituições, certas circulares, certos catecismos que nos pedem que abandonemos a verdadeira Fé em nome do Concílio, de Roma, etc.

Devemos negar a tornarmo-nos protestantes, a perder a Fé e a apostatar como o fez a sociedade política depois dos erros difundidos por Satanás na Revolução de 1789. Recusamo-nos a apostatar, ainda que fosse em nome do Concílio, de Roma, das Conferências Episcopais.

Permanecemos aderidos, sobretudo, a todos os Concílios dogmáticos que definiram a perpetuidade de nossa Fé. Todo católico digno desse nome deve rejeitar todo relativismo, toda evolução de sua fé no sentido de que o que foi definido solenemente pelos Concílios em outros tempos deixaria de ser válido hoje e poderia ser modificado por outro Concílio, com maior ainda razão se é simplesmente pastoral.

(...)

Se parecemos estar em uma situação anormal é porque aqueles que hoje têm a autoridade na Igreja queimam o que antes haviam adorado e adoram o que antes era queimado.


Os que se apartaram da via normal e tradicional são aqueles que terão que voltar ao que a Igreja sempre ensinou e ao que sempre realizou.Como poderá ocorrer isso? Humanamente falando, parece sim que somente o Papa, digamos um Papa, poderá restabelecer a ordem destruída em todos os campos.


Mas é preferível deixar estas coisas à Providência divina.

No entanto, nosso dever consiste em fazer tudo para conservar o respeito à Hierarquia na medida em que seus membros ainda formam parte dela, e saber fazer a distinção entre a instituição divina à qual devemos estar muito aferrados, e os erros que podem professar alguns maus pastores. Devemos fazer o que for possível para iluminá-los e convertê-los com nossas orações, e nosso exemplo de mansidão e firmeza.


Excertos do Texto de Dom Marcel Lefebvre.

8 comentários:

Joelma Benicio*´¯`*.¸¸.*´¯ disse...

Oi amiga, a paz de Cristo e Salve Maria,

Ao término da leitura desse texto, me veio várias indagações:
1- É verdade que sabemos que satanás é o pai da mentira, então estamos cegos sem ver as artimanhas dele?
2 - Porque vivemos sob a luz de Cristo e deixamos que tanta escuridão nos turve a visão e o coração?
3 - Eu sou apenas uma leiga (nada sei), mas porque que as autoridades constituídas na Igreja vivem nesse emaranhado de confusões,deixando os fiéis a deriva, sem rumo?
4- Temos que obedecer! A quem, a que? Não se sabe exatamente: à Santa Sé, ao Concílio, às Comissões, às Conferências Episcopais?

Fui catequisada, desde criança, de uma maneira que não podíamos nem chamar o nome do "bicho preto", era pecado, a gente tinha pesadelo, essas coisas que dizem pra gente no tempo de catequese na infância, hoje entendo que precisamos conhecer e reconher as investidas do demônio para sabermos discernir o bem do mal, o jóio do trigo, e sabermos que ele é um decaído e que em Cristo somos mais que vencedores, que o mal não prevalece na vida dos escolhidos do Senhor.
Ufa, socorro! Jesus amado quero estar sempre sob Sua luz, odedecendo somente a Ti que és o meu Senhor, me toma em Teus braços meu Bom Pastor.
Fiquemos com Deus e Maria Santíssima. Um abração.

João Batista disse...

Olá querida irmã, com relação as indagações da irmã Joelma eu deixo aqui as Palavras de Jesus: "Por aquele tempo, Jesus pronunciou estas palavras: Eu te bendigo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequenos.
Sim, Pai, eu te bendigo, porque assim foi do teu agrado." (Mt 11, 25-26), Com relação à matéria..."Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Vós fechais aos homens o Reino dos céus. Vós mesmos não entrais e nem deixais que entrem os que querem entrar.
[Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Devorais as casas das viúvas, fingindo fazer longas orações. Por isso, sereis castigados com muito maior rigor.]
Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Percorreis mares e terras para fazer um prosélito e, quando o conseguis, fazeis dele um filho do inferno duas vezes pior que vós mesmos."(Mt 23, 13-15)
DEUS nos abençoe e Salve Maria!

Giovana disse...

Salve Maria!

Quero completar o raciocínio do João Batista também com versículos Bíblico do livro de São Mateus capítulo 24:

3. Indo ele assentar-se no monte das Oliveiras, achegaram-se os discípulos e, estando a sós com ele, perguntaram-lhe: Quando acontecerá isto? E qual será o sinal de tua volta e do fim do mundo?
4. Respondeu-lhes Jesus: Cuidai que ninguém vos seduza.
5. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu o Cristo. E seduzirão a muitos.
6. Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerra. Atenção: que isso não vos perturbe, porque é preciso que isso aconteça. Mas ainda não será o fim.
7. Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome, peste e grandes desgraças em diversos lugares.
8. Tudo isto será apenas o início das dores.
9. Então sereis entregues aos tormentos, matar-vos-ão e sereis por minha causa objeto de ódio para todas as nações.
10. Muitos sucumbirão, trair-se-ão mutuamente e mutuamente se odiarão.
11. Levantar-se-ão MUITOS FALSO PROFETAS e seduzirão a muitos.

12. E, ante o PROGRESSO crescente da INIQUIDADE, a caridade de muitos esfriará.

13. Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo.
14. Este Evangelho do Reino será pregado pelo mundo inteiro para servir de testemunho a todas as nações, e então chegará o fim.

15. QUANDO VIRDES ESTABELECIDA NO LUGAR SANTO A ABOMINAÇÃO DA DESOLAÇÃO que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) - o leitor entenda bem -


16. então os habitantes da Judéia fujam para as montanhas.
17. Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa.
18. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas.
19. Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias!
20. Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado;
21. porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será.
22. Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados.

23. Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, NÃO CREIAS.

24. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos.
25. Eis que estais prevenidos.
26. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais.


Por estas palavras eu repudio a tudo que é novo dentro da Igreja, todo modernismo e todos os "movimentos modernistas"; estes movimentos dizem "Cristo está aqui!", MAS NÃO ESTÁ!

Reflita querida amiga suas indagações, sua experiência pessoal na Igreja, e nossos comentários!



Fiquemos com Deus!

Sandro de Pontes disse...

Giovana, salve Maria

Um comentário rápido sobre o versículo 14 que reza o seguinte:

14 - Este Evangelho do Reino será pregado pelo MUNDO INTEIRO para servir de testemunho a todas as nações, e então chegará o fim.

Alguns teólogos de peso estudando esta questão chegaram a conclusão que esta profecia se cumpriu no século XX, quando antes de Pio XII todos os países do mundo, sem exceção, possuiam igrejas católicas e portanto católicos pregando a verdadeira doutrina.
E Cristo diz que depois que isso acontecesse seria o fim....logo, provavelmente estamos mesmo no fim!
Abraços,

Sandro

Sandro de Pontes disse...

Prezada Joelma, salve Maria.

Considerei as suas perguntas da mais elevada importância e formuladas de maneira muito inteligente, de modo que esperei vários dias que outras pessoas respondessem. Fiz isso para não parecer estar entrando onde não fui convidado. Mas como ninguém o fez, faço-o eu! Espero que não se importe. Que Deus esteja comigo e a Virgem Maria também! Primeiro, você perguntou:

1- É verdade que sabemos que satanás é o pai da mentira, então estamos cegos sem ver as artimanhas dele?

Joelma, de certa forma sempre somos cegos e não enxergamos as artimanhas do demônio, que é muito mais astuto do que nós. Na bíblia ele é representando como a serpente exatamente porque este animal tem a ponta da língua dividida em duas partes, simbolizando a linguagem dupla do demônio, que ora mente ora diz a verdade. É por isso que São Paulo diz que “Satanás se disfarça em anjo de luz” (2 Coríntios 11:14), ou seja, aquilo que ele oferece as vezes aparentemente é bom mas no fundo não é (como exemplo cito o protestantismo). E você pergunta:

2 - Porque vivemos sob a luz de Cristo e deixamos que tanta escuridão nos turve a visão e o coração?

O pecado é o grande causador de qualquer escuridão em que nos encontremos. O maior motivo de muitas vezes não estarmos na luz de Deus é o fato de não O buscarmos como deveríamos. Quer um exemplo? Quanto tempo passamos na internet buscando coisas para fazer e falando bobagens enquanto naquele momento poderíamos estar elevando nossa alma a Deus através da oração ou a meditação? Ou poderíamos estar simplesmente fazendo companhia aos nossos familiares que fazem alguma coisa na cozinha? Ou mesmo fazendo o bem para alguém, como visitando um orfanato, um asilo ou um hospital, o que não fazemos nunca? “Buscai a Deus enquanto se pode achá-lo”, diz nos as sagradas escrituras. Logo, por não O buscarmos temos a visão obscurecida, enturvada. Se meditássemos mais sobre o inferno e tomássemos verdadeiramente consciência do que passam as almas lá nós nos preocuparíamos mais com a parte espiritual, com a ascese. Neste sentido, leia este trecho extraído do INDISPENSÁVEL livro “Imitação de Cristo”, cujo conteúdo é de leitura OBRIGATÓRIA para qualquer pessoa que deseje salvar a sua alma, principalmente nestes tempos de crise onde nos encontramos:

Sandro de Pontes disse...

"(...) Não se deve condenar a ciência, nem qualquer conhecimento, porque considerados em si, são bons e ordenados por Deus; mas sempre se lhes há de antepor boa consciência e vida virtuosa. Muitos, porém, ESTUDAM MAIS PARA SABER QUE PARA BEM VIVER, por isso erram a cada passo, ou nenhum fruto colhem de seus estudos. Oh! se eles pusessem tanto cuidado em arrancar os vícios e plantar as virtudes como põem em mover questões, não se veriam tantos males e escândalos no povo, nem haveria tanta relaxação nos mosteiros. Certamente, no dia do juízo, NÃO SE NOS PERGUNTARÁ PELO QUE LEMOS, SENÃO PELO QUE FIZEMOS; nem quão bem temos falado, senão, quão honestamente temos vivido" (Imitação de Cristo, livro I, cap. III – Tomás de Kempis).

Resumindo, prezada Joelma, tenha em mente ser preciso rezar mais e estudar menos, fazer mais o bem e acessar menos internet....desta maneira tanta escuridão na a afetará na mesma medida em que afeta a maioria das pessoas. Você também perguntou:

3 - Eu sou apenas uma leiga (nada sei), mas porque que as autoridades constituídas na Igreja vivem nesse emaranhado de confusões,deixando os fiéis a deriva, sem rumo?

A resposta é simples, porém verdadeira: as autoridades oficiais de nossa santa Igreja abandonaram a fé católica, trocando-a pelos princípios da revolução francesa e do luteranismo. Esta é a resposta a sua pergunta, não existe outra. É por isso por exemplo que a participação em cultos não católicos era pecado mortal antes do Vaticano II e passou a ser incentivado após este concílio, entre tantos outros exemplos. Existe uma apostasia pública da fé católica por parte das autoridades, de modo que isso nos obriga a reagir. Portanto, reajamos, de acordo com a vontade de Deus e tendo como metodologia aquilo que a Igreja sempre nos ensinou. E você:

4- Temos que obedecer! A quem, a que? Não se sabe exatamente: à Santa Sé, ao Concílio, às Comissões, às Conferências Episcopais?

A resposta a esta pergunta também é simples: temos que obedecer a Santa Sé, aos Concílios católicos, às Comissões instituídas pelo papa e as Conferências Episcopais, entre tantos braços oriundos do Vaticano. O Papa governa como uma rede perfeita onde as ordens partem de cima para baixo, e os subordinados eclesiásticos que fazem parta da igreja docente (no caso os bispos) obedecem e retransmitem aos fiéis aquilo que aprendem em relação a fé, a moral, a disciplina....ocorre que hoje é absolutamente nítido, salta aos olhos, CONSTATA-SE RACIONALMENTE que de todos estes lugares de onde vem as ordens as quais em tese deveríamos obedecer estão contaminados pelas heresias modernistas e já condenadas pela Igreja no passado. Este é o motivo de tanta confusão, prezada Joelma: imagine que um exercito comece a receber ordens desordenadas por parte do alto comando. Uns, querendo demonstrar sua fidelidade, quererão obedecer, outros mesmo pensado serem obedientes terão argumentos para alegar que não obedecerão ordens injustas, outros irão obedecer parcialmente, outros pensarão que aquela autoridade que destrói o exercito já deixou de ser autoridade faz tempo....por isso tanta confusão atualmente, certamente ela é oriunda dos pecados dos católicos, inclusive nossos próprios pecados. Mas Cristo irá resolver este problema, tenha certeza disso. E você:

Sandro de Pontes disse...

“(...) precisamos conhecer e reconher as investidas do demônio para sabermos discernir o bem do mal, o jóio do trigo, e sabermos que ele é um decaído e que em Cristo somos mais que vencedores, que o mal não prevalece na vida dos escolhidos do Senhor.
Ufa, socorro! Jesus amado quero estar sempre sob Sua luz, odedecendo somente a Ti que és o meu Senhor”.

Prezada, não se obedece a Cristo se não se obedece a Igreja. Queres agradar a Deus? Obedece tudo aquilo que a Igreja sempre ensinou, e será salva. A VERDADEIRA OVELHA RECONHECE O LOBO FANTASIADO DE PASTOR, o lobo em pele de cordeiro, e não o segue para não ser engolida. A verdadeira ovelha não é como chapeuzinho vermelho, que não soube distinguir entre o lobo fantasiado e sua própria avó: ao contrário, se ouve a voz alterada já não segue o pastor, porque sabe que ali algo está errado.

Em Cristo e Maria Santíssima,

Sandro de Pontes

Neyva Daniella disse...

E por causa de tantas indagações que eu me refugio no manto de Maria e peço que ela me mostre o caminho certo.

Você recebeu meu comentário sobre as obras de Gloria Polo, Emmerich e Mama Carmela? eu tenho os 3 aqui em casa, são bem interessantes.

Abraço

Postar um comentário

Salve Maria!

Que o Espírito Santo conduza suas palavras. E que Deus nos abençoe sempre.

***Caso o comentário seja contrário a fé Católica, contrário a Tradição Católica SERÁ DELETADO, NEM PERCA SEU TEMPO!
***Para maiores esclarecimentos: não sou adepta deste falso ecumenismo, não sou relativista, não sou sincretista, não tenho a mínima vontade de divulgar heresias; minha intenção não será outra a não ser combater tudo que cito acima!

Por fim, penso que esclarecidas as partes, que sejam bem vindos todos que vierem acrescentar algo mais neste pequeno sítio.