Perdoar é uma decisão!

quarta-feira, 30 de março de 2011


... perdoar é abrir mão de alguma coisa ...

Salve Maria!


O gesto de perdoar é antes uma decisão que tomamos. O mal que nos foi acometido existe, o agente ou a pessoa que realizou este mal existe e provavelmente este mal deixa ou deixou sequelas, porém, mesmo diante desta realidade a decisão tomada é perdoar.

O perdão não é algo mágico, ou seja, resolvi perdoar e o mal e as sequelas simplesmente se apagam instantaneamente. A coisa não é por aí não!

O perdão é a decisão de uma escolha feita. Por exemplo: eu escolho ter uma vida saudável, então decido fazer um regime, faço regime; daquele momento em diante eu evito o que prejudica minha saúde. Esta escolha será fácil? Óbvio que não, terei que abrir mão de coisas que eu provavelmente goste de comer.

Perdoar é abrir mão de alguma coisa. Abrimos mão da dívida que o devedor tem conosco. E este gesto não depende do arrependimento do devedor, ou da sua emenda. Tomamos o caminho do perdão por nós mesmos!

Eu decido perdoar e a cada momento que o "devedor" ou a "dívida" vierem à minha mente, rapidamente tenho que recordar: "A escolha foi feita, a decisão foi o perdão!" Ocupar a mente com a misericórdia de Deus, com santas devoções; ocupar a nossa existência com os Sacramentos e nunca esquecermos o preço que Jesus pagou na Cruz pelas nossas dívidas, também é o caminho!

O perdão é uma decisão que deve ser nutrida pela graça de Deus; sem a graça de Deus provavelmente seremos falhos na empreitada de perdoar, por isto é salutar ficarmos unidos a Cruz de Cristo, fonte de todas as graças! E na medida em que perdoamos somos perdoados, e podemos rezar com sinceridade o Pai-Nosso: "(...) perdoai as nossas dívidas assim como perdoamos nossos devedores (...)"

Claro que o devedor ou ofensor prestará contas para Deus e muitas vezes há a necessidade dele sujeitar-se a Justiça humana; mas nisto também está a justiça e a misericórdia do Pai do Céu, que corrige o filho porque o ama!

A Quaresma é um ótimo tempo para refletirmos sobre o perdão ou pelo menos analisarmos a possibilidade desta escolha, por que não?

4 comentários:

Benício Francisco disse...

Saudações meus irmãos em Cristo Jesus
sim o Perdão é maravilhoso pois nos leva próximo de nosso Senhor Jesus, e com podemos ganhar a vida eterna sei que muitas vezes e dificil perdoar mais devemos sempre. E quando podemos não tivermos a intenção verdadeira devemos esta em oração e pedir ajudar a Nosso Senhor para sabermos perdoar.

www.recadosaarao.com.br

DE MÃOS DADAS disse...

Giovana
Venho orar contigo por todos os moribundos desta hora
Que São José os ajude
E que O Nosso Deus tenha compaixão deles e de nós também na ora da nossa morte.
Li o tal texto amiga
Obrigada
Beijinhos da Utilia

Maria Luiza disse...

Que extraordinário texto!!! Perfeito!!! Incansável de lê-lo. E tão singela a figura ilustrativa que ficamos assim mesmo após conceder o perdão ou da mesma forma recebê-lo. Ficamos leve livres e soltos, ou soltando as amarras que nos pesavam. Meu abraço!!!

Giovana disse...

Salve Maria!

Olá queridos leitores e amigos, obrigada pela presença sempre tão oportuna.

Maria Luiza que bom que vc está por aqui, bjinhos.


Fiquemos todos com Deus!

Postar um comentário

Salve Maria!

Que o Espírito Santo conduza suas palavras. E que Deus nos abençoe sempre.

***Caso o comentário seja contrário a fé Católica, contrário a Tradição Católica SERÁ DELETADO, NEM PERCA SEU TEMPO!
***Para maiores esclarecimentos: não sou adepta deste falso ecumenismo, não sou relativista, não sou sincretista, não tenho a mínima vontade de divulgar heresias; minha intenção não será outra a não ser combater tudo que cito acima!

Por fim, penso que esclarecidas as partes, que sejam bem vindos todos que vierem acrescentar algo mais neste pequeno sítio.