VIA SACRA

terça-feira, 12 de abril de 2011

ORAÇÃO PREPARATÓRIA:

Ao começarmos esta Via Sacra, aproximamos de Ti Jesus, com amor e com espanto, ante as cenas que se desenrolam, em que o Inocente é condenado e supliciado como o pior criminoso.
Queremos trazer aqui a tristeza de tanto nos defendermos nas pequenas coisas que nos magoam, a tristeza de querermos parecer inocentes e fugirmos das dores. Aqui diante sua Via Dolorosa queremos nos declarar pecadores; e com o Senhor seguir ao Calvário. Pedimos as graças de Teu Coração para a emenda de nossas vidas. Amém.

1° ESTAÇÃO
JESUS É CONDENADO À MORTE



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Estamos no começo do caminho que fiz até o Calvário na 6° feira da Minha Paixão e que desejo que faças comigo. Aproxima-te! É bem perto de mim que te quero, para poderes ver bem tudo aquilo que se vai passar, e podores depois transpô-lo em sua vida todos os dias.

Aqui ouço palavras contraditórias e vejo o gesto de Pilatos, tentando fugir de suas culpas e covardias, querendo passar por bom aos olhos dos grandes e por amigo aos olhos do povo.

Olha para Pilatos e olha para mim, e vê aqui como num espelho as tuas covardias, as tuas intenções veladas, duplas, defeituosas. Arrepende-te de tudo isto, pois a falta de sinceridade é abominável para mim, pois sou a Verdade.

Vê-me condenado sendo inocente, a redimir tudo aquilo que te tornas culpado nas intenções; arrepende-te, para seres capaz de me seguir com mais pureza.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


2° ESTAÇÃO
JESUS LEVA A SUA CRUZ



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Dão-me agora a minha Cruz. Vê como é pesada! Não consegues tomar-lhe o peso, porque é incomportável para ti.

Como eu, pega agora a tua cruz, porque é por conta da cruz que você recusa todo dia, que eu tenho que levar a minha. Pega a sua cruz e evitarás que mais este peso recaia sobre mim neste momento.

Vê como é pequena a cruz a que te negas, em comparação com a minha. Observa e envergonha-te das tuas recusas, das tuas fugas. São coisas do seu dia-a-dia, as coisas de seu trabalho, são as incompreensões, as palavras duras, os desprezos que te votam; são as desconfianças que sentes a tua volta, as mentiras que dizem contra ti, as doenças, as tentações. Tudo isto terás que levar. Fique aqui ao meu lado, e verás que darei a graça de conseguires aguentar o peso; saberás que nunca dou uma cruz que não consigas carregar.

Baixa a cabeça com arrependimento das tuas recusas, pega a tua cruz e aceitas o que havia recusado antes, e como eu e comigo caminhe humildemente.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


3° ESTAÇÃO
JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Quantas vezes cais com a tua cruz? São as vezes sem conta em que te queixas dela, em que reclamas daquilo que te faz sofrer, normalmente através dos teus irmãos.

Essas tuas queixas e reclamações são pedras que pões no meu caminho e que me fazem tropeçar. Sim, és tu que semeias pedras neste caminho que sigo rumo ao Calvário e és tu que me fazes cair!

Se prestasse mais atenção ao caminho que percorres comigo, prestasse mais atenção em mim, verias que tudo aquilo que te acontece faz parte da Cruz que carregas comigo. Não me vês a protestar da Cruz que carrego aos ombros e da chaga que ela me abre.

Aqui, como sempre, sou o Cordeiro Manso e Humilde.

Peça-me que te cubra da mansidão e da humildade e assim te dê o sentido sagrado da Cruz.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


4° ESTAÇÃO
JESUS ENCONTRA SUA MÃE



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Encontro agora a nossa Mãe. A sua presença foi para mim um certo conforto e uma dor nova.

Ó Minha amada Mãe! Vê-la ali a sofrer, sem me poder fazer nada, sem me poder sequer tocar direito, foi o mais agudo sofrimento da minha subida ao Calvário.

Ela era a pessoa que mais me amava com todo o seu ser. Vê-la dolorosa fez-me encher de ternura por ela e por ti; porque eras a criatura pela qual Eu sofria e por quem A fazia sofrer.

A dor do Meu Coração neste encontro foi tão intensa, que senti que ele se arrebentava; como uma represa de águas que se arrebenta e deixa suas águas correrem soltas ... assim foi meu Coração, a deixar as águas da Misericórdia e do meu Amor correrem pelos séculos dos séculos.

Olha também para ela e para todas as suas dores e deixe que a minha ternura e a ternura de minha Mãe te invadam; e provoquem em ti uma explosão de amor! Que estas águas santas te invadam e levem para longe de ti todo o cansaço, toda a rebelião, toda a revolta perante o sofrimento que te convido a carregar comigo.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


5° ESTAÇÃO
JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A Cruz pesa tanto sobre mim que cambaleio pelo caminho. Os meus carrascos procuram alguém para me ajudar; não porque tivessem compaixão de mim, mas por receio de que o esforço que recaía sobre mim não me deixasse chegar vivo para ser crucificado.

Cireneu, um homem que vinha do campo, cansado do trabalho, desejoso de ir para casa, e que achava que nada tinha a ver com aquilo que me acontecia; foi obrigado a me ajudar.

A Simão, que importava um ou outro condenado? Não estava interessado em espetáculos de sangue e dor. Nada tinha contra mim e nada tinha a meu favor.

No entanto, foi este indiferente que foi chamado a excelsa missão e me ajudar a carregar a Cruz. Missão que meus amigos evitaram. Missão que minha Mãe aceitaria com todo Amor.

Nunca me perguntes a quem darei esta graça; a graça de carregar junto comigo a Minha Cruz. Somente Deus pode perscrutar os corações e saber a quem dá-la!

Acompanhai a Simão de Cireneu, seguindo o caminho que deixo assinalado com meu Sangue. Como ele, aceitai a cruz que vos vem quando menos esperas, quando cansados desejam apenas o descanso e pensam não terem forças para carregá-la. Aceitai!
Agarrai-a bem, mesmo desfalecidos, agarrai-a e sereis abençoados!

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


6° ESTAÇÃO
VERÔNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Esta mulher atravessa a multidão sem medo e lança-se para frente. Vem ter comigo. Não tem receio de ser maltratada, de participar dos meus vexames.

Ela nem raciocina, apenas avança! Foi levada pela força do seu amor por mim e assim demonstra que o amor faz dos frágeis, gigantes.

Enxuga meu rosto e aí está o único gesto de consolo que me permiti em minha Paixão, fora a amorosa companhia de Minha Mãe.

Verônica não acreditou nas calúnias que se lançaram contra mim. Continuou a amar-me nas minhas humilhações e não receou humilhar-se por mim; mostrando seu amor ao público que me acompanhava.

Enquanto isto, outros que se diziam meus amigos se escondiam; cheios de respeito humano temiam ofender alguém por demonstrarem me amar; ou ainda receosos de terem que sofrer comigo. Como isto aumentou o peso da minha dor!

Deixei o meu rosto impresso no véu dela, e o deixarei impresso na alma daqueles que não tiverem medo de se declararem meus diante o mundo.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


7° ESTAÇÃO
JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A minha segunda queda foi motivada pela indiferença dos Cristãos, daqueles que se dizem Cristãos e levam uma vida indiferente, uma vida tíbia, uma vida de pacto consciente com o pecado; de tal forma que já nem reparam nele e tomam posições contra mim, opondo-se contra minha Igreja e ao meu representante na terra.

Foi uma montanha de peso esmagador, que me fez cair.Mogoou-me as pedras do caminho, a dor foi imensa, e a Cruz tomou um peso infinitamente maior nesta segunda queda.

Nesta dor estão todos os que são Cristãos de verniz, de aparências, que vivem uma falsa fé. Vê se em alguma vez estiveste neste número, arrepende-te e procura não mais pertencer aos que me causaram este sofrimento.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


8° ESTAÇÃO
JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Todo corpo me doía, em dores imensas. Mas eis que vejo um grupo de pessoas amigas, são mulheres que choram com compaixão.

Estas piedosas mulheres personificam aqueles poucos amigos que vou encontrando pelos séculos afora, que, com suas lágrimas tem regado o meu descoforto, a dor da minha Paixão; e com seus rogos têm conseguido salvar almas e deter catástrofes.

Parei para lhes falar, porque quando alguém se chega a mim, não o deixo sem resposta ou ficar preso em sensibilidades, mas antes o ensino a progredir, a avançar.

Mostrei a estas mulheres compadecidas o verdadeiro motivo que deveriam rezar; o verdadeiro motivo das minhas dores: o pecado.

Era sobre elas, sobre seus filhos e sobre os pecados deles que deveriam chorar. Assim, arrependerem-se e procurarem uma emenda de vida e estenderem esta emenda a sua posteridade.

Eis o que tu também deves fazer ... Megulhe sua pobre vida neste Amor Doloroso; procure através de penitências e orações levar a salvação ao que ainda pode ser salvo de sua descendência.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


9° ESTAÇÃO
JESUS CAI PELA TERCEIRA VEZ



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A minha fraqueza é tanta que as forças me faltam. Após falar às mulheres, não suporto e caio novamente; a mais horrorosa de todas as minhas quedas.

Continuas aqui, alma que me segue? Então aproxima-te mais, vem ajudar-me a levantar. Cheguei ao extremo da fraqueza ... vês? Já não encontro forças no meu Corpo torturado, os meus músculos já não me respondem. E a muito custo os guardas conseguem por-me em pé.

Olho para ti. Onde estás? Afastaste-te por quê? Ver-me desta forma é muito cansativo para ti? É muito trabalhoso ter-me que amparar?

É assim que te sentes quando tens que rezar? É assim que ficas quando percebes que tens que fazer algum esforço? Simplesmente afasta-te de mim?

Desconheces ou esqueceste que é justamente nesta hora, neste momento, que te largo somente amparado em suas fracas forças, que deves demonstrar-me mais amor?

É nesta hora difícil, onde tua alma fica em desânimo, é nesta hora que podes provar-me que realmente me amas, e que me segues nesta Via Dolorosa.

Pai Nosso que estás no céu ...
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


10° ESTAÇÃO
JESUS É DESPOJADO DAS SUAS VESTES



Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Viste-me caminhar pela estrada da dor. Este caminho doloroso ficou a ser, para sempre, a Estrada do Rei.

Cheguei agora ao cimo do Calvário. As minhas vestes sujas e ensanguentadas são tiradas; e o meu Manto Real de Sangue aparece aos olhos de todos.

Entre todos os que ali estavam, ainda ninguém tinha visto um condenado tão supriciado, tão flagelado, tão maltratado. Aí estava provado a capacidade de torturar que os homens trazem dentro de si, e também a sede que o pecado desperta em flagelar-me.

Sou aqui o pobre por excelência, o Pobre sem direito a honra nem a roupa. Aquele que dentro em pouco ficaria ainda mais pobre, ao despojar-se de todo o Sangue das suas veias.

Tente contar minhas feridas, tente ver todas as minhas chagas. Não irás conseguir!

Ó alma amiga, és realmente minha amiga?

Fica aqui comigo, deseje morrer comigo, deseje esta Cruz que já se prepara no chão para me receber...

Tens um privilégio que os Anjos não tem, podes morrer! Os Anjos gostariam de estar comigo nesta hora e morrerem comigo, não podem! Tu podes! Fica comigo, eu te ensinarei a ciência de morrer por Amor!

Pai Nosso que estás no céu ...  
Ave Maria cheia de graça ...
Glória ...

Tende piedade de nós, Senhor
Tende piedade de nós.

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


* ... continua amanhã neste mesmo artigo.

2 comentários:

Maria Luiza disse...

Excelente, Giovana1 rezei contigo! Bjbjbj!

Regina F.Murbach disse...

Linda História, assim todos agim como Karen. Deus é conosco em todos os momentos.(é porque ele está presente agora e sempre.)Abraços

Postar um comentário

Salve Maria!

Que o Espírito Santo conduza suas palavras. E que Deus nos abençoe sempre.

***Caso o comentário seja contrário a fé Católica, contrário a Tradição Católica SERÁ DELETADO, NEM PERCA SEU TEMPO!
***Para maiores esclarecimentos: não sou adepta deste falso ecumenismo, não sou relativista, não sou sincretista, não tenho a mínima vontade de divulgar heresias; minha intenção não será outra a não ser combater tudo que cito acima!

Por fim, penso que esclarecidas as partes, que sejam bem vindos todos que vierem acrescentar algo mais neste pequeno sítio.